Pregnenolona: tudo o que você precisa saber.

A Pregnenolona é produzida em diversos órgãos e tecidos como a glândula adrenal, fígado, pele, testículos e ovários, tecido nervoso e até nas células da retina. A quantidade produzida no organismo vai depender de quanto colesterol tem nas mitocôndrias das células produtoras, pois são nessas organelas que estão presentes as enzimas que convertem colesterol em pregnenolona.

O que é Pregnenolona?

Pregnenolona é um hormônio produzido naturalmente no corpo pela glândula adrenal. Também é feita a partir do colesterol e é o material de partida na produção de testosterona, progesterona, cortisol, estrogênio e outros hormônios. Como o corpo a utiliza bioquimicamente como matéria-prima, às vezes é chamada de “precursor” ou “pró-hormônio”.

Para que serve?

Há muito tempo existe interesse na pregnenolona como um composto antienvelhecimento, na reposição hormonal e no tratamento de inúmeras condições médicas. Como é um precursor na síntese de outros hormônios, às vezes é anunciado que aumenta a produção de outros hormônios e pode fazer com que as pessoas se sintam mais enérgicas e mais jovens. Não há evidência científica clara de que seja eficaz para esse fim.

Pregnenolona engora?

De acordo com as informações científicas e clínicas, não é possível dizer que engorda. Porém, por ser precursor do estrogênio, pode ocorrer algum ganho de peso. Isso porque o estrogênio, muito presente em muitos anticoncepcionais, pode promover retenção de líquidos e inchaço, o que dá a sensação de ganho de peso.

Efeitos colaterais:

Como a pregnenolona é usada para a síntese de hormônios esteroides, os efeitos colaterais são semelhantes aos de esteroides comuns, que incluem:

  • Insônia;
  • Irritabilidade;
  • Raiva e agressão;
  • Ansiedade;
  • Acne;
  • Dor de cabeça;
  • Mudanças de humor;
  • Metabolismo acelerado;
  • Crescimento de pelo facial;
  • Perda de cabelo;
  • Irregularidade no batimento cardíaco.

Ao notar que um ou mais desses sintomas está afetando sua vida de forma negativa, é interessante diminuir a dose ou suspender o uso do suplemento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *